Meu Perfil

BRASIL , Mulher , de 26 a 35 anos , Portuguese , Spanish , Arte e cultura , Música
Outro -

Links

:: Diego Fernandes
:: Celso
:: Fer
:: Maninho
:: Inst. Juventude pela Vida

Votação

Dê uma nota para meu blog

..:: INDIQUE ESSE BLOG ::..

Arquivo do Blog

01/06/2007 a 30/06/2007 01/05/2007 a 31/05/2007 01/04/2007 a 30/04/2007 01/03/2007 a 31/03/2007 01/02/2007 a 28/02/2007 01/01/2007 a 31/01/2007 01/12/2006 a 31/12/2006 01/11/2006 a 30/11/2006 01/10/2006 a 31/10/2006 01/09/2006 a 30/09/2006 01/08/2006 a 31/08/2006 01/07/2006 a 31/07/2006 01/06/2006 a 30/06/2006 01/05/2006 a 31/05/2006 01/04/2006 a 30/04/2006 01/03/2006 a 31/03/2006

Visitas

Créditos

 

Primavera

 

 

 

 

Ela chegou no tempo, espero ainda sua chegada na vida...

Ela é puro encantamento, deleito aos olhos, alegria para alma, surpresa nas cores...

Encanta-me o doce primavera.

 

Texto Mário Quintana e fotos das Belezas Mineiras.....e que Belezas!!!!!

 

 

Encantação da Primavera

Brotam brotinhos na tarde feita
Só de suspiros:
O amor é um vírus...
Apenas o general de bronze continua de bronze!
O vento desrespeita todos os sinais do tráfego.
Velhinhos de gravata borboleta
Sobem e descem como autogiros.
O guarda de trânsito virou catavento.
As mulheres são de todas as cores como esses
manequins expostos nas vitrinas,
E onde é que estão, me conta, as tuas esperanças
mortas?!
Lá vão elas – tão lindas – vestidas de verde
Como Ofélias levadas pelos rios em fora
Enquanto eu nem me atrevo a olhar para  o alto:
repara se não é
O Espírito Santo que vem descendo em lento vôo
E até ele, até Ele, deve estar assim, – todo irisado
Como os olhos das crianças, como as maravilhosas
 bolinhas-de-gude!

                                                           (Mario Quintana)

 

 

:: Postado por flor de lis às 12h15
::
:: Enviar esta mensagem

                                     Amanhecer MG

                                        Montanhas MG

                                             Cachoeira MG

                                         Montanhas MG

:: Postado por flor de lis às 12h04
::
:: Enviar esta mensagem

Mudança

 

Ano de 1905 - Rússia.

 

Em meio ao grande agito revolucionário da classe operária e vendo seu filho profundamente envolvido nas lutas entre o proletariado e os burgueses, a Mãe russa, acaba se envolvendo na agitação revolucionária.

O massacre do Domingo Sangrento o grande estopim para uma enorme luta operária como nunca se tinha visto em nenhum lugar do mundo, com greves gerais de massas e preparações para uma insurreição armada dos trabalhadores. As massas camponesas do interior do país se envolveram em inúmeras ocupações e invasões de terra. Foi preciso mais de dois anos da mais selvagem contra-revolução – pogroms, massacres, detenções em massa – para salvar o reacionário regime czarista, apesar de ter um enorme apoio do capitalismo mundial.

 

Esse foi o tema abordado na Peça Teatral: “MÃE”, baseada a partir do romance de Gorki, cuja personagem segue do ano de 1905 até 1917, ano zero da Revolução Russa.

 

Nada mais sugestivo, em tempos em que estamos as vésperas das eleições, onde a história se repete a anos, por uma escolha que mude as diferenças entre uma minoria completamente rica e a massa gritante de uma população pobre.E tomando como base analítica às falas, desejos, sonhos, retratado ontem nesta peça que pude assistir, vejo que a repetição da história se dá em tempos, povos, raças e momentos diferentes, mostram que as lutas travadas, onde mudanças marcantes aconteceram na história, tem participação direta do povo.

Por isso me senti profundamente incomodada e questionando-me quanto a minha postura enquanto cidadã frente às mesmas desigualdades em nosso pais. Talvez este é momento -  Mudança, tenho desejo de ver as mudança, não isoladamente, mas de forma ampla e global.......hoje estou desejosa de mudança.

 

Poderiam estar então se perguntando: Então é necessário uma nova revolução? Eu diria que sim, a revolução do Amor, respeito e igualdade entre os homens.Essa sim seria a Revolução da Mudança.

 

 

 

:: Postado por flor de lis às 12h22
::
:: Enviar esta mensagem

Lembranças

 

Ouvindo ROSA (Pixinguinha), quantas lembranças boas me rondaram a mente neste fim de semana.

O dia que passei pela prova de fogo de cantar esta poesia, emoldurada de acordes, entre o som do piano e singeleza do violino...

...nunca vou me esquecer...

Até porque está é muita mais que música, ela é poesia em forma de canção, onde  retrata um pouco do que somos  - ROSAS.

Rosas que alegram, perfumam,  trazem vida, colorido a outras vidas.

E como diz O pequeno Príncipe: “Existe uma flor... eu creio que ela me cativou...”

Essas são especiais e únicas na nossa vida....

 

 

:: Postado por flor de lis às 17h53
::
:: Enviar esta mensagem

 

 

ROSA

(Pixinguinha)

Tu és, divina e graciosa
Estátua majestosa do amor
Por Deus esculturada
E formada com ardor
Da alma da mais linda flor
De mais ativo olor
Que na vida é preferida pelo beija-flor
Se Deus me fora tão clemente
Aqui nesse ambiente de luz
Formada numa tela deslumbrante e bela
Teu coração junto ao meu lanceado
Pregado e crucificado sobre a rósea cruz
Do arfante peito seu
 
Tu és a forma ideal
Estátua magistral oh alma perenal
Do meu primeiro amor, sublime amor
Tu és de Deus a soberana flor
Tu és de Deus a criação
Que em todo coração sepultas um amor
O riso, a fé, a dor
Em sândalos olentes cheios de sabor
Em vozes tão dolentes como um sonho em flor
És láctea estrela
És mãe da realeza
És tudo enfim que tem de belo
Em todo resplendor da santa natureza
 
Perdão, se ouço confessar-te
Eu hei de sempre amar-te
Oh flor meu peito não resiste
Oh meu Deus o quanto é triste
A incerteza de um amor
Que mais me faz penar em esperar
Em conduzir-te um dia
Ao pé do altar
Jurar, aos pés do onipotente
Em preces comoventes de dor
E receber a unção da tua gratidão
Depois de remir meus desejos
Em nuvens de beijos
Hei de envolver-te até meu padecer
De todo fenecer

 

:: Postado por flor de lis às 17h53
::
:: Enviar esta mensagem

 

Hoje é 1000

 

Hoje é dia especial...

 

Depois de um fim de semana entre amigos e com a participação musical de Vanessa da Mata e Lenine (mistura perfeita), num show mais que especial, com sol brilhando como verdadeiro presente de Deus e a paz reinante na vida...

 

...Deparar-me com a marca de 1000 acessos... que sensação boa!

 

Agradecer talvez fosse muito pouco, mas não poderia deixar de registrar que muita gente me ajudou na descoberta de sentimentos, vivencia e exploração deste ser que aqui vos escreve.

Aos amigos de longe e de perto, novos e antigos, que fazem e  farão parte da minha história, meu muito obrigada pelas visitas e comentários deixados.

 

Dedico este belíssimo texto de Mário Quintana, a todos que fazem parte da minha história.

Abraços!

 

:: Postado por flor de lis às 17h11
::
:: Enviar esta mensagem

 

Se for pra esquentar,

que seja no Sol;

Se for pra enganar, que seja o estômago;

Se for pra chorar,

 que se chore de alegria;

Se for pra mentir, que seja a idade;

Se for pra roubar,

que se roube um beijo;

Se for pra perder, que se perca o medo;

Se for pra cair,

que seja na gandaia;

Se for para haver guerra, 

que seja de travesseiros.

Se existe fome,

 que seja de amor;


Se for pra ser feliz, que seja o tempo todo!!!  

                                          Mário Quintana

:: Postado por flor de lis às 16h58
::
:: Enviar esta mensagem